Montesp: Locação - Gerador

Notícia

Taxa de água e esgoto e energia residencial elevam o custo de vida

 O custo de vida do paulistano subiu 0,26% em agosto, em relação a julho (0,12%), segundo o Índice de Custo de Vida por Classe Social (CVCS), pesquisa feita mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). A maior alta registrada foi entre os serviços, com aumento de 0,83% em agosto em comparação a julho, quando a alta média foi de 0,23%.

Dos nove grupos de itens pesquisados - entre produtos e serviços -, o que mais contribuiu para o resultado foi Habitação, com alta de 1,08%. Nos últimos doze meses, os preços dos itens desse grupo subiram, em média, 7,11%. O segundo grupo que influenciou o custo de vida na região metropolitana de São Paulo foi o de Transportes (0,52% em relação a julho), em razão do reajuste de 5,42% nas passagens aéreas. Nos últimos 12 meses, o reajuste médio desse grupo foi de 4,4%.

Em relação às faixas de renda, as classes que mais sentiram o aumento do custo de vida foram: classe B (0,37%), A e C (ambas com 0,24%). As classes D e E foram as que menos sentiram o aumento de preços (0,12%).